Sector metalúrgico exportou 16,4 mil milhões de euros em 2017

Posted on

A AIMMAP- Associação dos Industriais Metalúrgicos Metalomecânicos e a Afins de Portugal já contabilizou o valor total das exportações com que o sector fechou o ano de 2017 para verificar que estas atingiram um resultado histórico: 16.440 milhões de euros. O vice-presidente da AIMMAP não esconde o entusiasmo, e até a surpresa, que lhe trazem estes resultados. “Depois de um mês de Novembro muito forte, em que exportámos quase 1700 milhões de euros, admitia ultrapassar os 16 mil milhões no final do ano. Mesmo assim, não esperava que tivesse ultrapassado tanto”, comentou, em declarações ao PÚBLICO, Rafael Campos Pereira.

Recorde-se que já em 2016 o sector tinha ultrapassado pela segunda vez consecutiva a barreira dos 14 mil milhões de euros (14.563 milhões de euros). Em 2017, registou-se um crescimento de 12% relativamente ao ano anterior, isto é, o sector exportou quase mais 2 mil milhões de euros em 2017 face a 2016, um volume de negócios que iguala, por exemplo, tudo o que o sector do calçado conseguiu exportar num ano. Resultados que confirmam que o metalúrgico é o sector industrial mais exportador na economia portuguesa.

Os destinos com maior peso para o sector metalúrgico e metalomecânico continuam a ser Espanha (na liderança), Alemanha e França. O Reino Unido é o quarto maior mercado mas tem uma quota muito reduzida, com apenas 400 milhões exportados. Depois dos anos de 2014 e 2015 a crescer muito, as discussões do Brexit vestiram o ano de 2016 com um crescimento residual para este mercado. O mesmo aconteceu em 2017 – não diminuiu, mas não cresceu. Rafael Campos Pereira diz, no entanto, que as empresas portuguesas continuam a exportar para o Reino Unido e, mais relevante, a AIMMAP está a acompanhar as intenções de empresas britânicas em instalarem-se em Portugal. “O Brexit está a trazer oportunidades”, comenta.

De acordo com a AIMMAP, foi o reforço na promoção do metal português nos mercados fora da Europa que teve maior influência nos resultados totais das exportações em 2017, uma vez que cresceram 22% face a 2016. Os mercados que mais cresceram foram Brasil (+69,8%), China (+67,8%), Marrocos (+52,6%) e Estados Unidos (+37,2%).

Source: https://www.publico.pt